Categoria

Arquitetura

Categoria

A maioria dos escritórios tradicionais ainda não conseguiu incorporar o verde em sua decoração. Geralmente, os ambientes possuem fachada selada – o que dificulta a circulação do ar interno –, pouca iluminação natural e nenhuma planta de verdade (as artificiais não valem). O que é uma pena, pois, segundo um estudo da Universidade de Queensland, na Austrália, escritórios decorados com plantas podem aumentar a produtividade dos funcionários em até 15%! Agora, imagina que bacana trabalhar em um local bonito, arejado e rodeado por verde! Capital do Vietnã, a cidade de Hanói sofreu bastante com uma crise imobiliária deflagrada em 2010. Desde então, muitas casas foram abandonadas, o que deixou várias vilas com a aparência daquelas “cidades fantasmas” dos filmes. No entanto, uma empresa de design e consultoria chamada Mein Garten encontrou nessa situação uma oportunidade de transformar o ambiente de trabalho de seus funcionários em um local mais agradável e…

Olhos lacrimejados, sensação de cansaço, dor de cabeça, absenteísmo e desânimo são apenas alguns dos efeitos que podem ser ocasionados pelas características dos projetos e materiais escolhidos para constituir ambientes de escritório. Nesse sentido, um número cada vez maior de empresas tem criado seus próprios requisitos para garantir um padrão de saúde, bem-estar e qualidade dos seus escritórios, a fim de aumentar a retenção, o conforto e a produtividade de seus colaboradores. Samsung, Google, Apple, Facebook, Loreal e Goldman Sachs são apenas alguns dos exemplos de empresas que criaram diretrizes para garantir espaços inovadores, onde os colaboradores estão em primeiro lugar. Dentre os conceitos aplicados, destacam-se a biofilia, a restrição de componentes químicos e a qualidade lumínica, térmica, acústica e do ar. Fala-me quem tu és que eu direi se te especifico Alinhada aos conceitos de transparência e da certificação Cradle to Cradle adotada como referência para a análise de…

O maior evento da construção verde da América Latina está atento às questões ligadas à energia renovável. Por isso, o Green Building Council Brasil (GBC Brasil) está comprando 130 RECs (Certificados de Energia Renovável ou Renewable Energy Certificates) de energia solar, que serão a fonte de abastecimento de energia para toda a 8ª Greenbuilding Brasil – Conferência Internacional e Expo. Um REC é a prova de que 1MWh (um megawatt-hora) foi injetado no sistema a partir de uma fonte de geração de energia renovável. De modo geral, a certificação LEED (Leadership in Energy and Environmental Design) incentiva o desenvolvimento de mercados baseados em energia renovável, estimulando os projetos a comprarem RECs com certificação do programa do Green-e. Este programa rastreia a geração e aquisição de energia renovável no Brasil e certifica a compra. A feira vai contar ainda com um lounge de Net Zero Energy, que será abastecido por uma…

Vem aí a 8ª edição da Greenbuilding Brasil Conferência Internacional e Expo! O evento, que será realizado entre os dias 8 e 10 de agosto, no São Paulo Expo, contará com mais de 70 Sessões Educacionais (palestras de todos os níveis técnicos). Os credenciados também terão acesso a exposições de soluções sustentáveis e novas tecnologias; ações e atividades de engajamento; visitas técnicas em edifícios de destaque no mercado e eventos de networking. Considerado o principal evento de construções verdes da América Latina, o Expo GBC é destinado aos profissionais de áreas como arquitetura, engenharia e design; associações e instituições socioambientais; pessoas que trabalham com desenvolvimento sustentável, habitação de interesse popular e planejamento urbano; entidades governamentais e demais interessados em construções verdes. Em sua última edição, em 2016, a Greenbuilding Brasil Conferência Internacional e Expo recebeu mais de 14 mil visitantes brasileiros e estrangeiros, 1400 congressistas, 135 palestrantes nacionais e internacionais…

Desenvolver espaços atraentes que promovam o convívio social de moradores e turistas é um desafio para arquitetos e urbanistas. E o escritório de arquitetura Todescan Siciliano topou a tarefa de criar um espaço amplo e de livre circulação no bairro do Butantan, em São Paulo. Inspirado em projetos como o ReStart, na Nova Zelândia, o Box Park, em Londres, e o Highline Park, em Nova York, o escritório criou uma galeria a céu aberto com lojas, serviços e gastronomia. E o melhor: com uma pegada sustentável! 🙂 Batizado de Vila Butantan, o local, que possui dois andares, foi construído com contêineres marítimos reaproveitados. Dos contêineres, ainda foram reutilizadas as plataformas de piso, que se transformaram em passarelas nos andares superiores da Vila. A estrutura possui ainda um deck central, feito de madeira de eucalipto tratado, que, além de ter grande durabilidade, é proveniente de fonte renovável. Os contêineres caracterizam-se por…

Bogotá, a capital da Colômbia, pode se orgulhar de um exuberante espaço verde no coração da cidade. Trata-se do maior jardim vertical do mundo, instalado na fachada do edifício residencial Santalaia, no bairro de Rosales. A cobertura vegetal tem como função reduzir o efeito da ilha de calor da região, além de oferecer um respiro verde aos moradores do edifício e dos prédios do entorno. O jardim vertical é composto por 115.000 plantas nativas, capazes de produzir oxigênio suficiente para 3.000 pessoas. Com aproximadamente 3.000m² de vegetação, o jardim consegue processar 1.708 quilos de metais pesados, capturar 881 quilos de poeira e filtrar mais de 2.000 toneladas de gases tóxicos. O projeto possui um complexo sistema de irrigação, constituído por 42 estações, que realizam a rega mediante a quantidade de umidade e radiação solar na região. Além disso, parte da água utilizada pelo sistema provém dos apartamentos, visto que a…

Desde o início da atuação do Green Building Council no Brasil, as edificações comerciais corporativas despontam como a principal tipologia a buscar a certificação internacional LEED. Hoje, praticamente todo edifício comercial corporativo que é lançado no Brasil já tem seu projeto registrado. Nos últimos anos, porém, outros segmentos passaram a registrar seus projetos, o que culminou no aumento da diversidade de tipologias que buscam a certificação LEED. A diminuição dos custos operacionais e o aumento da velocidade de ocupação desses projetos são alguns dos motivos para que mais tipologias busquem o LEED. Data centers, lojas de varejo, shoppings, bancos e até supermercados são alguns exemplos das novas tipologias que estão buscando a certificação. A Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas Rio 2016 também contribuíram para o aumento do registro de instalações esportivas, visto que os novos estádios de futebol e todas as construções olímpicas com estruturas permanentes foram…

Muitas pessoas sonham em ter uma casa na praia para relaxar nos finais de semana. Outras gostariam mesmo de ter uma casa nas montanhas, longe de tudo e de todos. Agora, bom mesmo seria ter uma casa na praia, outra na montanha, uma no meio do mato, outra de frente para uma cachoeira… Parece um sonho, mas e se fosse possível ter uma única casa, itinerante, que pudesse ser levada para todos esses lugares? Essa é a proposta da Coodo House, uma casa pré-fabricada que pode ser instalada em praticamente qualquer local. Com modelos que variam de 36 a 96 metros quadrados, esta casa modular pode ser personalizada para as necessidades de cada proprietário. Com design minimalista e moderno, ela é eco-friendly, pois seu projeto minimiza o consumo de energia utilizando sistemas eficientes energeticamente e por ser quase toda construída com materiais recicláveis. Leia mais: África do Sul projeta casa…

O sonho da casa própria está no DNA dos brasileiros e continua marcante em nossa cultura. Será? Podemos ter certeza disso, pois quando observamos os dados da PNAD – Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios de 2015 a qual estima a existência de 68 milhões de domicílios no Brasil, temos que 74,8%, a imensa maioria, são classificados como próprios (os demais são alugados ou cedidos). Tal pesquisa também apresenta um crescimento anual de 1,5 milhão de unidades por ano e com pouca variação no percentual mencionado, ou seja, existe e continuará existindo uma enorme demanda de projetos e de obras para nossos arquitetos e engenheiros, tanto para casas unifamiliares quanto para condomínio de apartamentos. Existe a demanda, mas será que aplicar os conceitos de sustentabilidade é de fato algo necessário? Uma pesquisa nacional de opinião encomendada pelo Ministério do Meio Ambiente chamada “O que o brasileiro pensa do meio ambiente e…

Nos dias 25 e 26 de maio, o Green Building Concil Brasil promoverá mais um curso na cidade do Rio de Janeiro em parceria com o Secovi Rio. Vale lembrar que o GBC Brasil é o responsável pela certificação LEED em nosso país, desta forma, fazer um curso promovido por eles pode fazer a diferença para quem pretende se especializar em certificação internacional para empreendimentos sustentáveis. O Curso Referencial GBC Brasil Casa abordará temas como Uso Racional da Água; Energia e Atmosfera; Materiais e Recursos e Qualidade Ambiental Interna. Seguem mais informações sobre o curso: Objetivos Principais: – Capacitar e qualificar o profissional por meio da retomada de conceitos de arquitetura sustentável, facilmente aplicada a projetos e obras residenciais; – Familiarizar o profissional com os conceitos básicos da Certificação Referencial GBC Brasil Casa para que ele esteja apto a desenvolver casas totalmente alinhadas às premissas da certificação; – Prover ao…