Categoria

Cidades Verdes

Categoria

Muitos artistas utilizam seu talento para criticar diversos aspectos do mundo em que vivemos. A arte, por si só, já é capaz de despertar sentimentos variados nas pessoas, mas, ao utilizar materiais “improváveis”, o artista consegue encantar e propor uma reflexão a quem admira sua obra. Artur Bordalo é um desses artistas que, com sua técnica e ousadia, reaproveita materiais que iriam para o lixo e os transformam em belas esculturas nas cidades. Nascido em Lisboa, Portugal, Bordalo costuma dizer que pertence a uma geração extremamente consumista, materialista e gananciosa. Todos esses adjetivos refletem o tipo de sociedade na qual vivemos, com produção excessiva de bens materiais e a consequente geração de inúmeros resíduos, descartados, na maioria das vezes, de forma incorreta no meio ambiente. No entanto, o que é visto como lixo para a maioria das pessoas, para Bordalo, é fonte de inspiração. E mais: além de criar esculturas…

Praticar uma atividade física é uma excelente atitude para quem se preocupa com o bem-estar físico e mental. Movimentar o corpo ajuda a combater o estresse, melhora a circulação sanguínea e ainda fortalece o sistema imunológico. Praticar exercícios ao ar livre proporciona contato direto com a natureza, o que é uma boa dica para quem deseja recarregar as energias. Melhor do que isso, só se fosse possível aproveitar esse tempo para ajudar o meio ambiente. Com o plogging, isso já é possível! 🙂 No final de 2016, já era possível encontrar algumas menções no Instagram dessa atividade. Criada na Suécia, plogging é uma expressão que mescla os termos “plocka skräp” (pegar o lixo) com “jogga” (correr). Dessa forma, praticar plogging significa recolher resíduos enquanto corre. Para iniciar a atividade, basta vestir roupas adequadas e levar consigo uma sacola para guardar o lixo, luvas para proteger as mãos e muita disposição!…

Paris é um lugar deslumbrante! Conhecer cada cantinho da Cidade-Luz encanta os incontáveis turistas que visitam a região todos os anos. E, por falar em cantinho, existe por lá um lugar totalmente inusitado que esconde uma fazenda urbana orgânica. Mas, ao contrário do que se poderia pensar, essa horta não fica no terraço de algum prédio de frente para a Torre Eiffel (risos). Ela fica dentro da garagem subterrânea de um condomínio. Conhecido como La Caverne – ou “A Caverna”, em tradução livre –, o espaço está localizado bem no Centro de Paris. A garagem, antes abandonada, foi revitalizada e transformada em um local para produção de alimentos orgânicos e saudáveis. Ali são cultivados cogumelos, chicórias e outros vegetais sem pesticidas e com certificação orgânica de agricultura biológica. Os produtos são entregues de bicicleta, contribuindo para a redução da emissão de gases tóxicos na atmosfera. A fazenda está localizada abaixo…

Nada se mantém intacto sem conservação e preservação. Com as áreas urbanas isso não é diferente. Num momento em que o mundo busca qualificar as cidades em prol do meio ambiente e da saúde da população, projetos de transformação urbana desempenham um papel importante. Diferentes formas de intervenções nas cidades podem alterar áreas construídas ou espaços públicos com o objetivo de tratar questões sociais ou até reativar a economia local. Nesse contexto, as práticas de renovação, requalificação, revitalização e reabilitação urbana são acionadas com vistas a contribuir para a resolução de uma ampla série de problemas urbanos. Primeiro, é preciso diferenciar os termos que são muitas vezes usados como sinônimos, mas não têm exatamente o mesmo significado. Brevemente: Revitalização: trata de recuperar o espaço ou construção. Renovação: trata de substituir, reconstruir, portanto pode alterar o uso. Requalificar: dá uma nova função enquanto melhora o aspecto. Reabilitação: trata de restaurar, mas…

As grandes cidades sofrem com o excesso de poluição. Respirar ar puro, livre de substâncias tóxicas, é uma tarefa quase impossível para quem vive nos grandes centros urbanos. As áreas verdes que ainda existem nessas cidades e os novos espaços naturais criados não conseguem suprir as necessidades que o ar atmosférico demanda para manter-se limpo. Pensando em uma forma de contribuir para a melhora da qualidade do ar nas áreas urbanas, a Green City Solutions, uma empresa especializada em criar soluções que melhorem a qualidade de vida das pessoas, desenvolveu um filtro de ar inteligente e natural para as cidades: o CityTree. Com o benefício ambiental de até 275 árvores urbanas, o CityTree é uma parede de musgo compacta e móvel, que pode ser transportada para vários locais. Sua principal função é melhorar a qualidade do ar dos ambientes, porém ela também refresca e ajuda na proteção contra ruídos. O…

João é morador da Zona Norte de uma cidade. Para ir ao trabalho, localizado na região central, ele vai até uma estação de compartilhamento de bicicletas, perto de sua casa, e pega uma bike. Após pedalar por cerca de 10 minutos, ele chega a uma estação do metrô, deixa a bicicleta no local e pega o trem. Após 25 minutos de viagem, ele desce em uma estação integrada ao Veículo Leve sobre Trilhos. Após mais 10 minutos, João desce do VLT, anda mais 5 minutos e está no trabalho. Nos finais de semana, João e sua família aproveitam os espaços públicos disponíveis no bairro. Após fazer uma caminhada de aproximadamente 10 minutos em uma calçada nivelada e sem buracos, ele chega a uma praça toda arborizada, que oferece alternativas de lazer para toda a família. Brinquedos para as crianças, atividades culturais e oficinas de aprendizagem fazem parte das opções de…

No coração de Seul, capital da Coreia do Sul, existia um viaduto abandonado, completamente sem função e pronto para ser demolido. A partir de um projeto que tem como objetivo tornar a cidade mais amigável para os pedestres, surgiu a ideia de transformar aquela construção em um lindo parque verde. Coube ao estúdio holandês MVRDV a missão de transformar o antigo viaduto em uma passarela atrativa, coberta de plantas, que despertasse o interesse da população de explorar o lugar. Ao longo de aproximadamente um quilômetro de extensão, foram colocadas 24 mil árvores, flores e arbustos plantados em vasos cilíndricos. As plantas escolhidas para o projeto foram cuidadosamente selecionadas. A Coreia do Sul possui grande variedade de espécies, dessa forma, priorizaram-se as plantas nativas. Foram reunidas 228 espécies e subespécies, e, destas, muitas ainda vão crescer e atingir o tamanho final já na próxima década. Leia mais: Áreas verdes: refúgios que fazem…

“O Rio Planta, Eu Cuido.” Este é o nome de um projeto criado pela Fundação Parques e Jardins (FPJ) da cidade do Rio de Janeiro, a fim de ampliar a arborização urbana. Com o objetivo de desenvolver a conscientização ambiental da população, o projeto tem, ainda, uma missão didática: ensinar aos alunos da rede municipal do Rio de Janeiro noções de preservação ambiental, botânica e ecologia. Mas não são só os alunos que atuam neste projeto. “O Rio Planta, Eu Cuido” conta também com a participação da população, que adota as novas árvores plantadas e atua como verdadeiros agentes multiplicadores em prol do meio ambiente. A parceria com os moradores tem sido fundamental para o sucesso do programa. Apesar de levar mais verde às ruas e contribuir para a qualidade de vida e bem-estar dos moradores, “O Rio Planta, Eu Cuido” enfrenta grandes desafios. Superar a rejeição de parte da…

Quando você vai ao shopping, o que espera encontrar por lá? Roupas, sapatos, produtos para a casa, descontos, promoções? Muitas pessoas ainda aproveitam para fazer um lanche ou apenas para passar o tempo. Pois bem, se você for ao Dizengoff Center, o mais antigo shopping de Tel Aviv, em Israel, além de tudo isso, você encontrará vegetais fresquinhos produzidos ali mesmo, no próprio estabelecimento! 🙂 Isto porque no terraço do shopping existe uma fazenda urbana impressionante, capaz de produzir 10 mil cabeças de folhas verdes todos os meses, durante todo o ano. Batizada de Green in the City, a fazenda possui cerca de 750 metros quadrados e disponibiliza 17 diferentes tipos de vegetal. Outro diferencial bacana é a forma de produção desses alimentos, sem utilizar o solo. Os vegetais crescem de forma hidropônica e nenhum tipo de pesticida é usado! Um sistema de cultura em águas profundas foi desenvolvido e,…