Categoria

Consumo Consciente

Categoria

Água é recurso natural necessário para manter o equilíbrio dos ecossistemas. Conscientizar a população é uma forma de garantir preservação deste patrimônio. Hoje, 22 de março, é celebrado o Dia Mundial da Água. A data foi instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 1922 com o propósito de alertar a população do mundo sobre a necessidade de preservar esta fonte de vida do planeta Terra. A preocupação com os recursos hídricos é evidenciada neste dia simbólico, porém deveria fazer parte do dia a dia das pessoas, já que a água está presente em quase todos os momentos de nossa vida, seja para higiene pessoal, consumo, preparo de alimentos, transporte, ou ainda gerar energia. O fato da água ser “comum” à vida de boa parte da população faz com que o valor e a importância deste bem natural sejam deixados de lado ou simplesmente se tornem esquecidos por todos. Infelizmente…

Viver sustentavelmente pode parecer uma tarefa complicada, mas na verdade é bem simples. Ser sustentável é retirar da natureza somente aquilo que é necessário para a sobrevivência humana; é reaproveitar, reutilizar e reciclar o que já foi produzido; é ser consciente no consumo dos bens materiais. Os desenvolvimentos social e econômico precisam estar atrelados à preservação do meio ambiente. Esses três fatores precisam ser integrados para que a sustentabilidade de fato aconteça. As principais questões acerca do tema foram apresentadas na última década durante o “Cidades e Soluções”, transmitido pela emissora GloboNews e apresentado pelo jornalista André Trigueiro. No ar desde 2007, o programa se especializou em buscar, apresentar e debater experiências transformadoras, capazes de impactar positivamente a qualidade de vida dos habitantes das cidades por meio do uso inteligente e sustentável dos recursos naturais. Trigueiro e a esposa, Cláudia Guimarães, decidiram eternizar o conteúdo do “Cidades e Soluções” em…

O Brasil infelizmente ainda não tem uma lei que regulamenta o descarte de medicamentos vencidos. Com o intuito de mudar isso, o Ministério do Meio Ambiente (MMA) abriu nesta segunda-feira, 19 de novembro, uma consulta pública com objetivo de coletar sugestões para criar um sistema de devolução de medicamentos descartados pelo consumidor. Os interessados podem enviar as sugestões sobre o tema até o dia 19 de dezembro. Clique aqui para dar sua opinião. Entre as orientações da minuta do decreto, consta que drogarias e farmácias ficam obrigadas a adquirir, disponibilizar e manter, no interior de seus estabelecimentos, dispensadores contentores de modo a propiciar a existência de pelo menos um ponto de fixo de coleta e armazenamento de medicamentos descartados pelos consumidores para cada 30 mil habitantes. Os pontos de coleta deverão conter os dizeres: “Descarte aqui os medicamentos vencidos, em desuso ou impróprios para consumo”. O texto também traz propostas…

Lançado pelo Ministério do Meio Ambiente em julho de 2018, o “Pequeno guia prático para a agricultura urbana”, mostra os benefícios de se plantar na cidade, pois além de aumentar a segurança alimentar, traz atratividade para os espaços públicos, diminui alagamentos, filtra a poluição do ar, conserva água e o solo, e conscientiza a população de que todos temos o poder de tornar o mundo mais sustentável. Para que o engajamento ambiental aconteça é importante que cada um tenha uma postura de responsabilidade para com as futuras gerações e compreenda que os recursos naturais são finitos e que toda a vida no Planeta não será viável se não for garantida a capacidade de renovação desses recursos. O ritmo frenético das grandes cidades dessensibiliza seus moradores para a natureza e a agricultura urbana é uma forma de ocupação sensível do espaço, um resgate da nossa humanidade, pelo desejo de uma alimentação…

Sabe-se que a indústria da moda é uma das principais colaboradoras da deterioração dos recursos naturais do planeta. Desde os anos 1990, a produção de roupas cresceu 400%. O mundo hoje consome mais de 80 bilhões de novas peças por ano, sendo que os Estados Unidos e a China representam 38% desse montante. “Quando roupas novas e baratas entram em nossas vidas, também as descartamos em um ritmo chocante. O americano médio agora gera 37 quilos de lixo têxtil a cada ano. Isso soma mais de 11 milhões de toneladas de resíduos têxteis apenas dos Estados Unidos”, conta Livia Firth, consultora de sustentabilidade, em depoimento no filme “O verdadeiro custo (“The true cost”, de 2016). Porém, já existe um pessoal vindo na contramão, mostrando que é possível ser fashion sem destruir o meio ambiente. Novas matérias primas, técnicas de tingimento e métodos de fabricação mais éticos e sustentáveis têm sido…

Descartar alimentos simplesmente porque não atendem a um padrão estético é um hábito comum nos supermercados. Mas esta prática, infelizmente, está longe de abranger apenas as grandes marcas. Ao ir à feira, quantas vezes já deixamos de comprar determinada fruta porque ela estava “feia”? Reaproveitar estes alimentos é necessário. Sabendo disso, dois amigos de Roterdã, na Holanda, incomodados com o grande desperdício em sua cidade, tiveram uma ideia muito bacana: produzir couro ecológico a partir de frutas descartadas! Chamado de Fruitleather (couro de fruta, em tradução livre), o couro ecológico é obtido através de um processo simples, que causa muito menos impacto do que a produção tradicional. Após a retirada das sementes, as frutas são amassadas e fervidas a fim de matar as bactérias. Depois, o material é colocado para secar, o que resulta em um produto final muito menos prejudicial para o ambiente e para os animais, que deixam…

O consumo consciente, além de gerar benefícios à vida no planeta e a toda a sociedade, pode gerar benefícios imediatos em sua qualidade de vida. Algumas pequenas atitudes no dia a dia podem trazer bem-estar ao seu bolso e à sua saúde, proporcionando uma vida mais tranquila no futuro. A ideia aqui não é a de que você deve abrir mão de todos os pequenos prazeres, mas, ao adquirir algum bem ou serviço, vale a pena refletir um pouco e questionar como aquela aquisição irá torná-lo(a) mais feliz. Listamos abaixo algumas ideias: Transporte Conheço muita gente que pega o carro para ir à padaria, que fica a menos de 1 quilômetro de distância, e depois anda 4 quilômetros na esteira. Ah, claro! Há também aqueles que nem andam na esteira e reclamam que não têm tempo para fazer exercícios. Além de gastar combustível e acelerar o desgaste do automóvel, a…

Uma importante iniciativa impulsionada pelas marcas Pacífico, San Luis, Wong e Metro está aliando reciclagem com causa social no Peru. Por lá, garrafas PET estão sendo transformadas em uma ponchila, que nada mais é do que uma mochila com um poncho embutido. Para a produção de uma unidade, são necessárias 80 garrafas PET. A ação, que faz parte da campanha “Yo fui botella”, conta com a ajuda da população, que entrega as garrafas PET em diversos pontos de coleta espalhados pelas cidades peruanas. A iniciativa surgiu devido à grande evasão escolar que ocorre durante as épocas mais frias no Peru. Cidades localizadas no alto dos Andes, como Puno, Cusco e Arequipa, são castigadas pelo frio intenso, e as crianças, por não terem roupas apropriadas para o inverno, deixam de frequentar as aulas. Com a ponchila, as crianças conseguem guardar todo o material escolar na mochila e, nos dias mais frios,…

A iniciativa Menos 1 Lixo busca incentivar a prática do consumo consciente, sugerindo a troca de copos descartáveis por um copo retrátil leve e fácil de transportar. Já falamos aqui no blog sobre este projeto, no entanto, três anos após nossa matéria, a iniciativa cresceu, o copo ganhou novo design, novos materiais e mais adeptos. Em 2015, a empresária e ativista Fernanda Cortez lançou um desafio pessoal: diminuir a quantidade de lixo que ela mesma produzia no dia a dia. Como principal iniciativa, ela substituiu os copos descartáveis por um copo retrátil e, segundo ela, durante um ano, economizou 1.618 copos! Após compartilhar sua ideia com amigos e influenciadores, a iniciativa cresceu, foi bastante divulgada pela mídia e o projeto decolou. O primeiro copo idealizado era feito de metal e tinha alguns problemas de vazamento. Foi então que Fernanda teve a ideia de recriar o copo e tornar a produção…

Copos plásticos retráteis já são velhos conhecidos de boa parte da população, porém, a maioria deles tem um problema em comum: o vazamento. Como muitos são produzidos com materiais de baixa qualidade, a vedação torna-se um empecilho e compromete a utilização do produto. A startup Hydaway Bottle resolveu investir nessa área e desenvolveu uma garrafa retrátil prática e bonita que, além de garantir boa vedação, promove a hidratação pessoal mais sustentável e por mais tempo. E com um plus: ainda cabe no bolso! Disponível em dois tamanhos (500ml e 850ml), a garrada retrátil é leve e fácil de ser manuseada. Com uma simples ação, ela passa de 4cm de retração a uma expansão de 15cm ou 20cm, em poucos segundos. O produto vem acompanhado de um case de viagem que facilita o transporte e protege a garrafa. Quando retraída, ela pode ser facilmente guardada na bolsa, na mochila e até…