Categoria

Reciclagem

Categoria

Que fumar faz mal à saúde todo mundo sabe, mas você já parou para pensar que o cigarro também faz mal para o nosso planeta? E são as famosas “bitucas” ou “guimbas” de cigarro as principais causadoras de malefícios ao meio ambiente. Isso porque muitos fumantes têm o péssimo hábito de jogar a bituca em qualquer lugar. Na calçada, no meio-fio, na água… Essa atitude, além de nada sustentável, pode ser considerada uma grande falta de educação, não é mesmo? A bituca não é biodegradável e pode levar até cinco anos para se decompor por completo. Durante esse tempo, ela polui o solo, os rios e causa entupimentos que podem contribuir para o surgimento das enchentes. Outro problema grave é a relação das bitucas com os incêndios. Quando descartadas ainda acesas, são responsáveis pelo início de diversas queimadas. Portanto, apagá-las antes de descartá-las é fundamental! Reciclagem das bitucas Ao contrário…

“Olha a chuva! É mentira!” (risos). Os meses de junho e julho costumam ser aguardados ansiosamente por todos aqueles apaixonados pelos “arraiás”. Tem pescaria, comidas típicas, quadrilha, festa, música e muita animação! Mas, e a sustentabilidade? Como ela fica neste período de festas? É possível organizar um “arraiá” sustentável? É, sim senhor (risos)! 🙂 Tornar esta festiva época do ano um pouco mais sustentável é mais fácil do que você imagina! Por isso, se você está pensando em organizar uma festa junina no seu condomínio, fique atento às nossas dicas e prepare-se para colocá-las em prática. Com pequenas adaptações, é possível organizar um “arraiá” sustentável com seus amigos e vizinhos, mantendo a alegria e a essência dos festejos. Confira abaixo algumas dicas que separamos: 1) Brincadeiras: – Pescaria: Que tal pedir que os condôminos separem livros usados para que sejam colocados como brindes na pescaria? Além de promover a circulação…

Como sempre falamos aqui no blog, o plástico é um grande poluidor do meio ambiente. Dentre os inúmeros tipos de plástico descartados incorretamente, a garrafa PET merece destaque devido ao seu enorme potencial de transformação. Quando recolhida e encaminhada às centrais de reciclagem, ela pode ser transformada em diversos materiais e objetos, como tijolos para a construção de casas, roupas e até sapatos! Por falar em sapatos, dois amigos de São Francisco, na Califórnia, fundaram a Rothy’s, uma startup que produz sapatos 100% reciclados. O diferencial desses calçados, porém, não para por aí. Além de serem produzidos a partir de uma fibra feita de resíduos de garrafas PET recicladas, a Rothy’s utiliza um processo de tricô 3-D, especialmente concebido para reduzir o desperdício de materiais. Segundo os criadores, as máquinas de impressão 3-D garantem qualidade e eficácia na produção dos sapatos, que são feitos em cerca de seis minutos. Garantir…

Condomínios aliam consciência ambiental à possibilidade de ganhar dinheiro com a venda de materiais recicláveis Separar e dar um destino adequado ao lixo está se tornando um hábito cada vez mais frequente, especialmente nos edifícios residenciais, apesar do Brasil reciclar menos de 3% do material descartável que poderia ser reaproveitado, segundo pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Resíduos Sólidos e Limpeza Pública (ABLP) em 2015. A iniciativa, ao mesmo tempo em que colabora com o meio ambiente ao reduzir a pressão sobre os aterros sanitários e o reuso de componentes em processos industriais, também pode gerar renda aos condomínios com a venda de materiais recicláveis. De olho nos novos tempos, síndicos e construtoras estão dotando os prédios de uso habitacional com lixeiras e contêineres onde o lixo seco (e potencialmente reciclável) – garrafas PETs, papel, metal e vidro – fica separado do chamado lixo molhado ou orgânico, como alimentos e…

Ryan Hickman é um menino de 7 anos que mora em Orange County, na Califórnia. Diferente da maioria dos meninos da sua idade, que passam grande parte do tempo jogando videogame ou vendo televisão, Ryan dedica boa parte do seu tempo livre fazendo algo não tão comum para um garoto da sua idade: preservando o meio ambiente! 🙂 Leia mais: Menino de 10 anos planta orgânicos para ajudar crianças carentes Ryan é apaixonado por reciclagem, e esta paixão começou quando ele era ainda mais novinho. Quando tinha apenas 3 anos e meio, foi com seu pai até um centro de reciclagem para deixar alguns materiais e, em troca, recebeu cerca de 3 dólares. A partir desse dia, ele percebeu que era possível ajudar a salvar o planeta e ainda ganhar dinheiro com isso. No dia seguinte, Ryan pediu a seus pais para distribuir sacos plásticos aos vizinhos para que eles pudessem guardar…

Consciência ambiental. Essa expressão parece que vem deixando de ser apenas a junção de duas palavras para, de fato, significar uma mudança de atitude para muitas pessoas. Entender que as atitudes que tomamos hoje serão determinantes para o futuro do nosso planeta é fundamental para o início de uma vida mais verde. Ibrahim Batista é síndico do condomínio Residencial São Jorge II, em Uberlândia, Minas Gerais. Formado em Gestão Ambiental, ele sabe muito bem a importância da adoção de práticas sustentáveis no dia a dia das pessoas. E, graças a colaboração de grande parte dos moradores do condomínio, ele tem conseguido colocar em prática o conhecimento adquirido na faculdade. Leia mais: Síndico investe em reciclagem e compostagem Batista implantou um sistema de coleta seletiva no condomínio e, devido ao grande volume de materiais recicláveis que são coletados, a quantidade de lixo enviada aos aterros sanitários diminuiu significativamente. Aproveitando um espaço de aproximadamente…

Você já parou para imaginar na quantidade de resíduos orgânicos que um shopping de grande porte produz em um dia? Pare e pense na quantidade de pessoas que transitam pelas praças de alimentação diariamente além, é claro, dos resíduos gerados pelos próprios restaurantes que produzem os alimentos. É muita coisa, né? Localizado na zona oeste de São Paulo, o Shopping Eldorado é um dos maiores shoppings da região. Suas praças de alimentação produzem, diariamente, cerca de uma tonelada de lixo orgânico! Com o objetivo de dar destino correto a estes resíduos, desde 2012, o shopping investe em um projeto de compostagem, que vem reaproveitando grande parte deste resíduo orgânico. Uma central de compostagem foi implantada no prédio e é lá que as sobras dos alimentos são transformadas em adubo. Para acelerar o processo, enzimas são colocadas nos restos de alimentos para retirar a umidade e o odor característico dos resíduos.…

Se você mora nos apartamentos de frente do seu condomínio, provavelmente, você sempre sabe quando o caminhão de lixo está passando na sua rua. O barulho alto e bastante peculiar anuncia a chegada do caminhão, que permanece por longos minutos recolhendo todo o lixo do seu prédio e dos demais vizinhos. Além do incômodo causado pelo ruído, o motor a diesel ainda polui o meio ambiente, devido à emissão de gases tóxicos na atmosfera. Agora, se você mora no interior de São Paulo, nas cidades de Paulínia, Indaiatuba ou Valinhos, por exemplo, possivelmente o caminhão de lixo já passou em algum momento na sua rua e você nem se deu conta! E sabe por quê? Pois o primeiro caminhão de lixo movido à energia elétrica do mundo já percorre as ruas destas cidades sem poluir o meio ambiente e sem fazer barulho! 🙂 Leia mais: Condomínio separa 80% do lixo e…

À primeira vista, esta parece mais uma escola construída com materiais tradicionais, com colunas e vigas feitas de concreto, reforçadas com vergalhões. Bom, de fato, a escola foi construída exatamente desta maneira, porém, com um grande diferencial: ao invés de receberem tijolos ou blocos de concreto, as paredes foram construídas com garradas pet! 🙂 Responsável pelo projeto, a Hug It Forward é uma ONG que tem como objetivo facilitar a educação e a conscientização de crianças e adultos ao promover a construção de escolas feitas com garrafas pet. A ONG, que atua em comunidades da América Latina, além de ajudar na construção das escolas, disponibiliza um manual com o passo a passo da técnica para que outras comunidades ao redor do mundo possam adotá-la para a construção de novas instituições de ensino. Leia mais: Conheça a primeira escola 100% sustentável da América Latina Para erguer uma escola com duas salas…

Descartar corretamente os resíduos orgânicos e ainda obter energia durante o processo. Este objetivo, que já é conseguido em algumas propriedades rurais do Paraná pode, em breve, ser obtido em condomínios residenciais! Pelo menos é o que garante a Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA) que, liderada pela acadêmica de Engenharia Química Kelly Borne, implantou um biodigestor em um prédio residencial no Centro de Foz do Iguaçu. Um biodigestor é um tanque completamente fechado que impossibilita a entrada de ar e acelera a decomposição da matéria orgânica. O condomínio residencial que serviu de projeto-piloto possui 720 moradores. Após pesquisar a quantidade de lixo orgânico e esgoto gerados pelo prédio, foram feitos diversos cálculos para analisar a capacidade de biodigestão do tanque. Os resultados apontaram que poderiam ser gerados 15,3 metros cúbicos de biogás por dia para o condomínio. Leia mais: Casa sustentável em Niterói dispensará redes elétrica, de água e esgoto…